Return to site

Start-Up X Startup

Conheça alguns termos.

· empreendedorismo

Estando nos Estados Unidos entendi que até lá estas duas expressões possuem diferenças e que carregam consigo as justificativas de ficarmos confusos.

Durante um intercâmbio profissional que fiz o ano passado, fomos em uma instituição filantrópica e a fundadora explicava para nós que eles auxiliavam start-ups, eu fiquei super interessada em saber mais e perguntei que tipo de startups eles apoiavam, a fundadora percebeu que estávamos falando de coisas diferentes e disse quase que soletrando: Aqui trabalhamos com Star-Up e não Startup .

Entendi que realmente os termos parecem iguais mas são bem diferentes em seu significado. Então chega de enrolação e vamos desmistificar os termos.

Start-Up

É o que carrega seu significado literal, se olharmos nos dicionários, estará lá que são negócios que estão começando, é relacionado às empresas tradicionais, que comercializam produtos e serviços que já existem no mercado e que podem carregar em si inovações. Como exemplo, vou usar o negócio Da Minha Cor que comercializa toucas de natação para cabelos afro e outros produtos que valorizam a população negra. Eles tiveram uma sacada visionário de importar produtos que são voltados para cabelos volumosos. Há 2 anos eles eram uma start-up, hoje estão faturando mais de 1 milhão de reais e estão em franco crescimento. Um negócio dentro de um mercado tradicional que tem um público diferente ou não. Este termo tem a ver somente com o momento do negócio, diferente de startup que explico a seguir.

Startup

Particularmente é o universo que eu amo estar. Este termo é o mais complexo e muitas vezes o mais difícil de ser entendido. Startup é o termo usado para atribuir a um grupo de pessoas ou empresas a atuação com tecnologia produzindo escalabilidade, repetição e inovação. Uma startup utiliza tecnologia como meio, seja no produto final ou na sua produção (por isso não basta dizer que é um aplicativo). O produto/serviço precisa ser escalável e repetível: escala significa crescer cada vez mais, fazendo com que seus custos sejam bem menores e o faturamento cresça de forma rápida e gradual (exponencialmente). Repetível é entregar o mesmo produto para todos os clientes, sem personalização, sem alterações no produto/serviço para ajustá-lo à clientes específicos. Isso quer dizer que as opções já são pré definidas dando oportunidade para os clientes escolherem entre elas. Exemplos aqui é o que não faltam, desde Waze, WhatsApp, 99, Uber e etc. Cada um tem sua complexidade na construção do público alvo, da solução como será entregue, as tecnologias e principalmente a escalabilidade. Para construir uma startup você precisa saber muito bem quem vai pagar, validar um produto mínimo viável- MVP, ter uma equipe que através de diversas habilidades possam complementar o time e criar cada vez mais inovações.

E aí, deu pra separar o joio do trigo? O que mais gostariam de saber?

Autora: Maitê Lourenço, fundadora do BlackRocks e a maluca por trás de tudo isso.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly